a partir de maio 2011

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Existem Almas Gêmeas? O Perfume da Alma ou Perfume do Amor

Existem Almas Gêmeas?
O Perfume da Alma ou Perfume do Amor

  São de conhecimentos de todos, os efeitos que um perfume traz aos nossos sentimentos e lembranças. A humanidade tem muitas histórias a respeito dessas gotas, que são utilizadas para nos identificar no passado, presente e futuro. Quando usamos um perfume, estamos imprimindo à nossa volta, nossa personalidade, que perdura na lembrança de todos.
  Mas, há outro perfume que é característico em todos os Espíritos, desencarnados e reencarnados, ele não pode ser captado pelos nossos narizes, mas somente pelo Espírito através do seu períspirito. Esse perfume poderia ter o nome de “Perfume da Alma” ou “Perfume do Amor”. Esse perfume, somente é percebido por um casal. Para compreender este conceito são necessárias algumas colocações no sentido de dar respaldo a todo o processo, iniciado nas primeiras reencarnações do Espírito primitivo no planeta Terra.
  Todos os planetas habitados do Universo têm suas gradações evolutivas. Primeiramente passam pelo mundo primitivo, onde os Espíritos realizam suas primeiras encarnações. Depois, passam para o mundo de provas e expiações, onde predomina o mal, porque há muita ignorância, as pessoas sofrem as consequências dos erros praticados (expiação) ou passam por experiências, testes, testemunhos (provas), a Terra, atualmente é um mundo assim. Depois, passam para o de regeneração, neles não há mais a expiação, mas ainda há provas pelas quais o Espírito tem que passar para consolidar as conquistas evolutivas que fez e desenvolver-se mais, é mundos de transição entre os mundos de expiação e o de justiça.
  Os Espíritos primitivos estagiam por um tempo longo ou curto no plano espiritual, ficando alguns milênios, isso está dentro do seu livre arbítrio, é ele quem decide quando encarnar pela primeira vez.
  Todos se desenvolvem e evoluem neste plano e são acompanhados em incursões no mundo material, procurando estudar a humanidade e compreender que, apesar dos conhecimentos teóricos efetuado no plano espiritual, é necessário colocar em prática o que apreendeu, e só encarnando e reencarnando neste planeta, poderá por á prova e introjetar no Espírito os conhecimentos adquiridos, através das experiências vividas no corpo físico.
  Esses Espíritos primitivos, assim como uma criança, não têm condições de avaliar o que é melhor para si, para isso é destinado a cada um, um  guardião ou Espírito protetor, que deverá zelar para que um Espírito primitivo possa da melhor forma possível se desenvolver.
  Uma situação importante é a de formar um casal, que desenvolverá um amor matrimonial, podendo ser na primeira encarnação. A escolha do casal, pelo plano superior, determina que os dois devam estar em sua primeira encarnação, isso é imprescindível, devido a não existência de quaisquer débitos com o passado. A relação de amizade e amor poderá acontecer já no plano Espiritual entre dois Espíritos do mesmo nível de evolução.
  Geralmente estes Espíritos reencarnam diversas vezes como casal e desenvolvem o verdadeiro e único amor que perdurará para sempre (enquanto houver necessidade de reencarnar) e dependendo do seu livre arbítrio e consequentemente das suas ações, vão criando débitos que deverão ser resgatados em vidas posteriores, assim, em muitos casos, um ou o outro vai evoluindo mais do que o outro e em dado momento se separam e deverá no futuro, depois de resgatar todos os débitos contraídos e ter merecimento, se encontrarem e viverem juntos novamente no sentido de evoluírem e passarem para o outro estágio do planeta que é o de Regeneração.
  É esse o único amor existente entre dois Espíritos, é esse o grande amor que perdura pelos séculos de experiências vividas neste planeta de provas e expiações. Infelizmente temos que dizer que, todas as relações de amor conjugal, que vivemos e vamos viver, não terá êxito se não for com o Espírito que veio conosco nas primeiras reencarnações.
  Desta forma, em todas nossas vidas passadas e futuras, tivemos e teremos dezenas ou centenas de relacionamentos amorosos, alguns serão de uma grande amizade e outros serão relacionamentos de ajustes de contas e esses são, muitas vezes, problemáticos ou impossíveis de suportar, devemos sim, tentar o máximo possível para sermos felizes e desenvolver nossa paciência, para zerarmos nossas contas e ficarmos mais perto do merecimento de reencontrar o nosso único e verdadeiro amor, que deverá também estar zerado em suas lições e poderem usufruir deste encontro que é simplesmente mágico.
  O que acontece conosco, em nossos relacionamentos amorosos, se não é com este Espírito que foi o nosso único amor?  Para compreendemos melhor este assunto, devemos conceituar o efeito provocado em nosso Espírito que perdura até reencontrarmos novamente o grande amor vivido no passado. Estamos falando da “Melancolia”
  A melancolia é confundida com a depressão, o que é um erro, pois, na depressão há o conhecimento das causas, portanto consciente, enquanto na melancolia, há um sentimento de perda sem saber o que se perdeu, portanto inconsciente. Toda depressão é melancólica, porém, nem toda melancolia é uma depressão.
  Existem definições para melancolia, mas para o entendimento do nosso argumento, devemos ficar somente com o seguinte conceito: Melancolia é uma busca incessante do Espírito, que por estar longe do amor incondicional desenvolvido por um Espírito, o procura através do perfume impregnado nele, que guardamos em nossa lembrança espiritual, procurando-o em cada novo relacionamento e não obtendo resultado.
  Nesta definição está contido de forma implícita o que acontece em nossas vidas. Temos uma vida comum, sem problemas de ordem psicológica, vivemos nossos relacionamentos amorosos normalmente, apenas, temos a impressão de que esses relacionamentos não nos completa e que por mais que nós nos esforcemos, não conseguimos deixar de sentir a falta de algo indefinido, portanto, racionalmente incompreensível.
  Temos a impressão que somos felizes e por alguns momentos nos sentimos realizado, porém, isso geralmente é o nosso idealismo projetado na pessoa que está conosco. O desejo de ser feliz no amor faz com que nos enganemos, utilizando o nosso otimismo e acreditando  que o relacionamento irá dar certo.
  Infelizmente, não há o que fazer! Na maioria das vezes os relacionamentos amorosos são acertos de contas ou provas, devemos passa-las da melhor forma possível para não errar novamente, evitando aumentar ainda mais nossos débitos. Somente quando os dois Espíritos que se amam e estando livres de débitos amorosos do passado e estiverem reencarnados, poderão se reencontrar e para isso o próprio anjo guardião, quando autorizado, criará circunstâncias para o encontro, mas, sempre  dependendo do livre arbítrio de cada um.
  “É errado pensar que o amor vem do companheirismo de longo tempo ou do cortejo perseverante. O amor é filho da afinidade espiritual e a menos que esta afinidade seja criada em um instante, ela não será criada em anos, ou mesmo em gerações. Khalil Gibran”.
  Ocorrendo o encontro e seguramente em algum tempo ocorrerá, é um momento único e mágico que acontecerá entre dois Espíritos que se amam. Neste encontro se dá a percepção inconsciente do Perfume do Amor ou da Alma, que o Espírito amado exala.
  Eles se reconhecerão de forma Espiritual, serão atraídos pelo perfume da Alma, racionalmente não poderão explicar o que está ocorrendo, mas, não resistirão de ficar um na presença do outro, respirando o mesmo ar. Não sabendo o porquê, se entregam aos beijos de forma incomum e avassaladora, sem compreender, o que mais desejam é sentir o perfume da alma que sai da respiração de cada um, através do plasma, pois, o perfume está no períspirito. Inconscientemente vêm na lembrança do Espírito as sutilezas das várias vidas de amor, primeiramente como Espírito primitivo e continuado em vidas posteriores.

Grato
Edson Rocha

Gratuitamente você pode receber o livro  em PDF “A Atual Reencarnação da Rainha Maria de Padilha” completo, basta enviar um pedido para um dos e-mails:
rainhamariadepadilha@uol.com.br  ou  rainhamariadepadilha@gmail.com

Caso queira comprar o livro impresso faça o seu pedido pelos sites:

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-537495633-a-atual-reencarnac...

http://belgrado50.wix.com/maria-de-padilha

http://kardeconline.com.br/profiles/blog/show?id=4717287%3ABlogPost%3A594102&xgs=1&xg_source=msg_share_post

Nenhum comentário:

Postar um comentário